O dízimo Hebreus 7: 2.

Quando Deus criou todas as coisas e fez o homem, Ele o fez completo e imortal. Quer dizer, com todas as qualidades boas que Lhe são inerentes, como: honestidade, integridade, bondade, sinceridade, justiça, benignidade, amor, liberalidade e muitas outras qualidades que fazem parte da pessoa de Deus. E a entrega do dízimo faz parte destas qualidades. Por isso, desde o principio o próprio homem de livre e espontânea vontade e por sua própria iniciativa começou a dizimar, como uma gratidão ao seu criador. ” Bendito seja Abrão pelo Deus altíssimo que possui os céus e a terra e bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus adversários nas tuas mãos. E de tudo lhe deu Abrão o dízimo” Gênesis 14: 18 a 20. ” E a pedra que erigi por coluna, será a Casa de Deus; e de tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo.” Gênesis 28: 22.

O grande e terrível problema é que quando entrou o pecado no mundo humano e físico, também o diabo injetou nestes, todo tipo de mal e maldade, inclusive enfraquecendo a carne até à podridão. Resultando no interesse maior do ser humano a buscar e se interessar só pelas coisas materiais, viz e passageiras. Em outras palavras, é a cegueira espiritual e a enxergar e atender somente os argumentos diabólicos.

O dízimo é uma criação divina, pois  já vem inerente no homem, tanto é que o mesmo (homem) vive incomodado com o assunto, embora resista com argumentos fúteis.

O dízimo não é uma obrigação nem um dever, pois, seria uma imposição. Porque Deus não obriga ninguém segui-Lo e nem obedece-Lo.

O dízimo é um sentimento.

O dízimo é uma  entrega numa demonstração  de amor.

O dízimo é uma obediência ao seu criador.

O dízimo é uma entrega pessoal.

A entrega do dízimo é uma demonstração de gratidão profunda.

O dízimo é benefício aos outros. Porque pelos dízimos, pessoas são enviadas a outros lugares para anunciar as boas novas de salvação a outras pessoas, que estão perdidas e que o Senhor deseja tanto salva-las.

O dízimo é beneficência porque com ele são feitas ações sociais.

O dízimo é multiplicidade, porque Deus promete ao fiel abençoá-lo cada vez mais com bênçãos espirituais e materiais.

O dízimo é voluntariedade espiritual, porque é uma entrega sem coação.

O dízimo é expansão evangelística.

O dízimo é a aquisição de vidas para Cristo.

O dízimo é virtude divina e sua entrega é desprendimento das coisas materiais.

O dízimo é o desapego da matéria.

O dízimo é o desamor à matéria.

O dízimo é a libertação da matéria.

A entrega do dízimo significa a libertação da avareza.

A entrega do dízimo além de ser uma observância da Palavra de Deus, é também uma atitude de muita alegria para o crente.

A entrega do dízimo é uma disposição em servir e servir bem.

Que os infiéis tem misericórdia de se mesmos. Mas o aviso está dado.

Que Deus nos abençoe.

Pastor Valdemiro Simões .

14,401 total views, 3 views today

Comentários

Artigos relacionados

Categorias

Versículo Diário

(::)

Voltar ao topo